E num dia de espanto e fúria decidiu por aquele lugar. Em frente a si um mundo de mar, de água sem tamanho pra seu corpo de homem. Mas o mar pedia desbravamento. O coração dele pedia., a alma também. Era como se um desejo suicida lhe invadisse o corpo. Precisava ir.

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: